logo spark2d

Disruption Blog

Category: Internet of Things (page 1 of 2)

Nesta categoria de artigos sobre Internet of Things (IoT), vamos partilhar a nossa visão sobre como desenhar ecossistemas desta natureza, como tirar partido da tecnologia existente, qual o seu impacto na experiência dos utilizadores e quais os principais erros a evitar.

Evitando ser muito preciosistas com a definição de Internet of Things, ao usarmos o termo IoT referimo-nos à interligação entre equipamentos físicos (sensores, atuadores, telemóveis, computadores, veículos, edifícios e outros), que permitem a aquisição e troca de dados e de comandos. Assumimos que na maior parte das vezes os equipamentos estão disponíveis, direta ou indiretamente, através da internet.

Já usamos no dia a dia muitas coisas consideradas “Internet of Things”, mas temos ainda muito espaço para criar novas soluções que aumentem o nosso conforto e simplifiquem as tarefas da nossa vida pessoal e profissional.

Serviços IoT e o valor das escolhas dos utilizadores

Muitos artigos sobre a Internet das Coisas (Internet of Things, IoT) começam por nos explicar o valor exorbitante deste mercado e a forma exponencial que se espera para o seu crescimento. Esta previsão da McKinsey, por exemplo, aponta para um impacto económico de 2.7 a 6.2 biliões (milhões de milhões) de dólares até 2025. Muitos de nós podemos duvidar destes números ou não ter a certeza de como captar algum desse valor, mas ficamos com a sensação que há muito a fazer relativamente a estas novas tecnologias. Perceber como podemos tirar mais valias da IoT é um processo gradual, em que vamos aprendendo, à medida que fazemos algumas experiências e observamos o mercado, a evolução tecnológica e a sua utilização…

Continuar a ler

Serviços IoT: a emergente experiência dos utilizadores

Este é o último artigo de uma série de três, onde cruzamos temas atualmente muito populares, mas que raramente são abordados de forma conjunta: Internet of Things (IoT ou Internet das Coisas), Machine Learning e User Experience (UX ou Experiência do Utilizador). Apesar de não serem habitualmente tratados em conjunto, estes temas têm que se articular para responder ao grande objetivo de qualquer negócio de consumo: antecipar as necessidades dos utilizadores e agir. Avatares de serviço No artigo “Serviços IoT: avatares de serviço” vimos como, no âmbito de produtos de consumo, a experiência do utilizador fica enriquecida quando os equipamento e dispositivos não se limitam a uma utilização local e proporcionam, isso sim, uma experiência uniforme, através da cloud, num…

Continuar a ler

Serviços IoT: a magia da previsão de comportamentos

No anterior artigo “Serviços IoT: avatares de serviço” iniciámos uma discussão sobre a forma como a Internet of Things (IoT), Machine Learning e User Experience (UX) têm que se articular para responder ao grande objetivo de qualquer negócio de consumo: antecipar as necessidades dos utilizadores e agir. Naquele artigo, vimos como a experiência do utilizador fica enriquecida quando os equipamentos e dispositivos – sensores e atuadores – não se limitam a uma utilização local.  Ao proporcionar uma experiência uniforme através da cloud, um serviço pode ser usado em qualquer lado e a importância dada pelo utilizador transfere-se do equipamento ou dispositivo para o próprio serviço. No presente artigo, tecemos algumas considerações sobre a influência determinante que a inteligência dos sistemas…

Continuar a ler

Serviços IoT: avatares de serviço

Antecipar as necessidades dos utilizadores e agir É relativamente fácil encontrarmos literatura sobre a Internet das Coisas, ou em Inglês, Internet of Things (IoT). Para o verificar, basta procurarmos no Google por “Internet of Things” e repararmos no número de resultados retornados – 203 milhões, à data de escrita deste artigo. Aliás, também contamos com algumas publicações sobre o tema no nosso blog. Também é frequente encontrarmos conteúdos sobre Machine Learning, que, como se pode ler na wikipedia, é “uma subcategoria da informática que (…) dá aos computadores a capacidade de aprender sem serem explicitamente programados”. Como referência, deixamos aqui uma extensa lista de cursos sobre Machine Learning que estão disponíveis na internet. Da mesma forma, o tema do Desenho…

Continuar a ler

Older posts