logo spark2d

Disruption Blog

Saúde Digital: Oferecer Experiências Memoráveis

No artigo anterior desta série , analisámos a Transformação Digital na Saúde, sob o ponto de vista tecnológico, defendendo que este setor, tradicionalmente muito fechado ao exterior, beneficiará significativamente de importar boas práticas de transformação digital de outros setores. Chamámos-lhe uma lógica de polinização cruzada. Desta feita veremos que os hábitos de consumo mudaram e que os utentes dos sistemas de saúde estão diferentes porque os hábitos de consumo mudaram. Assim, a transformação digital, tão necessária na saúde, tem de levar em atenção a experiência oferecida, pois este fator é determinante para a escolha de serviços de saúde. Este fator é constante em muitos setores, mas ainda distante na saúde. Novos Hábitos de Consumo A forma como devemos ver o setor…

Continuar a ler

Bicicletas, turbinas e gémeos digitais

A invasão dos produtos “inteligentes” e “ligados” Num artigo desta série, denominado “E se as maçãs tivessem internet?“, vimos como a tecnologia está gradualmente a entrar nas nossas vidas quotidianas e demos um olhar sobre o que poderá ser um futuro próximo, em que as nossas casas e os nossos carros comunicam para aumentar o nosso conforto e simplificar as tarefas da nossa vida pessoal e profissional. Mas esta revolução tecnológica não se limita aos espaços doméstico e pessoal. O mesmo está a acontecer na indústria, onde a sofisticação tecnológica se faz notar, entre outras coisas, pelo gradual e sistemático aumento do número de equipamentos munidos com sensores, cujos dados podem posteriormente ser analisados por técnicos especializados. Hoje em dia…

Continuar a ler

Chatbots: a próxima fronteira

O que são chatbots e como funcionam Chatbots (também conhecidos como talkbots, chatterbots, Bots, chatterboxes, Artificial Conversational Entities) são programas de computador capazes de conduzir uma conversa de forma oral ou textual. Estes programas são concebidos para simular de forma convincente a forma como os seres humanos interagem em conversação, procurando passar o teste de Turing. O teste de Turing, desenvolvido por Alan Turing em 1950, afere a capacidade que um programa de computador tem de personificar um ser humano numa conversa escrita, de forma suficientemente convincente para que uma pessoa (“juiz”) seja incapaz de distinguir de forma confiável – com base apenas no conteúdo de conversação – entre o programa e um ser humano real. Este teste teve origem…

Continuar a ler

Mas afinal o que é uma Tecnologia Disruptiva?

Numa altura em que se fala tanto de inovação, disrupção e startups não deixa de ser interessante voltar ao artigo original de Clayton Christensen que cunhou o termo Tecnologia Disruptiva, com mais de 20 anos, verificar a sua atualidade, notar como muito do que ainda hoje se escreve sobre inovação está inspirado nesta descoberta, mas também que há muitos fenómenos de inovação transformacional que este modelo não explica. A teoria da Inovação Disruptiva foi publicada pela primeira vez na Harvard Business Review de janeiro de 1995 e mostrou que um dos padrões mais consistentes no mundo dos negócios é o fracasso das empresas líderes de mercado em preservar essa liderança, quando há uma mudança tecnológica significativa. Paradoxalmente, essas empresas estabelecidas…

Continuar a ler

« Mais antigos