logo spark2d

Disruption Blog

Scrum e Kanban em 8 minutos

Muitas pessoas, ao ouvirem falar de desenvolvimento ágil de software pensam em Scrum, mas há outras frameworks alternativas, como o Kanban, que embora seja menos popular, tem as suas virtudes. Neste artigo tentaremos mostrar muito sucintamente como funcionam Scrum e Kanban. Duas frameworks de desenvolvimento ágil de software É importante dizer que tanto Scrum como Kanban são frameworks de desenvolvimento de software e não processos de desenvolvimento. Isto significa que tanto um como o outro se baseiam num conjunto de princípios e dão um conjunto de recomendações, mas são permissivos na forma como devem ser aplicados. Cada empresa deve estudar as frameworks e, caso decida adotar alguma (ou ambas!), deverá ajustá-la à sua realidade, adaptando-a gradualmente, à medida das suas…

Continuar a ler

O sabor agridoce da personalização

Personalização não é apenas quando aparece o nosso nome num email ou página web, nem o facto de vermos cores ou opções diferentes de outros utilizadores no mesmo site ou aplicação, mas é essencialmente tornar a nossa experiência, enquanto utilizador, mais agradável, mais cómoda e adaptada às nossas preferências ou necessidades. O desafio para cada um de nós é que, para ter essa personalização, temos de ceder alguns dos nossos dados pessoais e conceder às empresas e plataformas permissão para usá-los. Os dados estão no centro de qualquer experiência personalizada e as empresas não podem personalizar verdadeiramente essa experiência em nenhum canal – seja website, aplicações para dispositivos móveis, campanhas de e-mail ou publicidade – a menos que tenham acesso…

Continuar a ler

A Realidade Aumentada na formação da nova realidade

A última edição do “RALI – Realidade Aumentada em Lisboa”, organizado pela IT People na sede da Microsoft, veio despertar-nos para o estado da arte da Realidade Aumentada e suas implicações, profissionais e pessoais, desde o lazer à religião. A tecnologia tende a evoluir e a massificar-se, sendo um dos grandes vetores da revolução digital que já está a acontecer nas empresas e a alastrar a outros setores da sociedade. Até recentemente, os custos associados a sistemas que envolvessem Realidade Aumentada mantinham estas tecnologias apenas ao alcance das áreas militar e espacial, e de alguma indústria. Hoje em dia, até em dispositivos móveis está disponível, fazendo dela uma opção incontornável em (quase) todos os desenvolvimentos de User Experience. Debruçando-nos um…

Continuar a ler

Para recrutar os melhores, construa a sua marca: Employer Branding

De uma forma muito simples, Employer Brand é a reputação de uma organização enquanto empregadora – o que é diferente da sua marca corporativa. A marca corporativa, representada pelo seu logótipo, pelas suas cores, tom de voz, etc, é totalmente controlada pela empresa, mas a marca de empregador (Employer Brand) dessa mesma organização é definida também pelos seus colaboradores, potenciais colaboradores e outros elementos que se relacionam consigo. Cada organização tem a sua reputação enquanto empregadora, quer faça alguma coisa por isso ou não, mas está na sua mão entender e melhorar essa reputação. É isso que consideramos ser Employer Branding: o conjunto de iniciativas que uma organização coloca em prática, proativamente, para moldar e melhorar a sua Employer Brand….

Continuar a ler

« Mais antigos